Istrosi AneirO

Títulos que ninguém entende
deveres que ninguém faz
querer ou não querer
Talvez um pouco e nada mais!

Cartas postadas no vento
Sorrindo meu verde espanto
Um pouco de desejo 
Com quem estou me tratando?

Cercar de coisas feias
endoidecer de tanta besteira
tirar um tempo para minhas frases
e não querer nada de mais

Saber ouvir e nem me tocar
Olhar pro monte e nem notar
Para tudo um dia terminar
Será que ninguém despertará!